quinta-feira, 24 de junho de 2010

Posted by Força Jovem Maranguape On 11:13 No comments

IURD arrecada doações para vítimas das chuvas no estado de Alagoas

Pastor e esposa ficaram mais de 17 horas ilhados na casa onde moravam


Alagoas e Pernambuco sofrem com as enchentes decorrentes das chuvas que atingem os estados desde quinta-feira última (17). Até o momento, foram contabilizados 41 mortos e mais de 100 mil desabrigados. De acordo com o governo dos dois estados, o número de desaparecidos passa de mil. O Governo Federal anunciou nesta terça-feira (22) a liberação de R$100 milhões para Pernambuco e Alagoas, visando a reconstrução dos municípios castigados pelas chuvas.

A Igreja Universal do Reino de Deus de Alagoas mobilizou cerca de 400 voluntários e está arrecadando donativos para as pessoas das regiões afetadas. De acordo com o bispo responsável pelo trabalho evangelístico no estado, Sérgio Correa, as entregas serão feitas a partir desta quarta-feira (23).

Equipes da IURD foram até algumas cidades atingidas para ter uma noção do desastre e muitos voluntários voltaram chocados com as imagens que viram. De acordo com o pastor Evandro Luiz França, na cidade de Rio Largo há corpos espalhados pelas ruas e a devastação foi completa. “Eu fiquei comovido com o que vi. A água levou tudo, hospitais, casas, mercados. É uma situação de calamidade pública”, desabafa.

Quem enfrentou a força das águas e sobreviveu a elas foi o pastor da Igreja Universal do Reino de Deus de Murici, município do interior de Alagoas, distante 44 quilômetros da capital, Maceió. Raimundo Oliveira de Jesus (foto ao lado, com a esposa), de 38 anos, conta que o relógio marcava 21h30 de uma noite chuvosa de sexta-feira, dia 18, e ele encerrava mais um dia de trabalho junto com os obreiros. A esposa dele, Elbione Costa de Jesus, de 31 anos, o esperava em casa, um apartamento montado em cima de uma loja, no Centro da cidade.

Quando o pastor chegou em casa, não demorou 15 minutos para a água invadir a loja e tomar conta de todo o prédio. “Ouvíamos as pessoas gritando por socorro, presas nas árvores. A sensação era de impotência. Era praticamente impossível lutar contra o que estávamos vendo. A única saída era Jesus”, conta Elbione. Ela e o esposo ainda pensaram em subir para o telhado do prédio, mas um apagão tomou conta do município. “O telhado estava escorregadio. Achamos mais seguro ficar dentro da casa, ainda que ela estivesse cheia de água”, relembra ela.

Em busca de ajuda, o casal ligou para o bispo Sérgio Correa. “Lembro que, no momento da ligação, um poste caiu sobre o nosso quarto e perdemos a comunicação. Mas tínhamos certeza de que o estado estava em oração”, diz José Raimundo, ao descrever a cena desesperadora de ver animais, bens materiais e pessoas sendo arrastadas pela força das águas.

“Abraçado com minha esposa, começamos a orar e a clamar para que Deus colocasse os anjos dEle em cada coluna daquela casa para que ela não desabasse. A loja já tinha sido carregada. Apenas duas paredes sustentavam a estrutura”, descreve. Um vizinho deles, também evangélico, se uniu a eles em oração. Metade da casa dele também já tinha sido carregada pelas águas.

“Minutos depois, às 3 da tarde de sábado, dia 19, o nível da água começou a baixar. De cima do prédio, a cena era de destruição. Da rua onde morávamos, sobraram apenas metade da nossa casa e a de nosso vizinho. Graças a Deus, sobrevivemos ilesos”, conta o pastor, ainda emocionado.

Apesar de ter templos afetados pelas inundações, a IURD continuará arrecadando donativos para as vítimas. Se você está em Alagoas e deseja colaborar, em Maceió vá à catedral da IURD localizada na Avenida Comendador Gustavo Paiva, 3.076, no bairro Mangabeiras. Em outros municípios, procure uma IURD perto da sua casa e faça a sua doação.


Sobre essa postagem:

0 comentários:

Postar um comentário

Seja também um Seguidor! Faça Parte!

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube