terça-feira, 7 de junho de 2011

Existe uma diferença muito grande dos jovens e adolescentes de hoje contra os jovens da minha época. O jovem hoje tem uma imensa necessidade querer “a prova” quando o assunto é bíblico.

Quando Cristo estava no deserto, o diabo o tentou usando a própria palavra de Deus, mas Cristo o repreendeu a todas suas tentativas também na palavra de Deus, mas hoje ele faz diferente.


E o diabo tem usado muitos jovens e adolescentes nesse sentido. Por que, muitas coisas que vivemos hoje, não são descritas na bíblia com clareza e o diabo cria situações onde, as coisas que vivemos hoje que é pecado, mas está claramente escrito na bíblia torne algo sem valor. Afinal de contas, na bíblia não fala sobre isso. É assim que o diabo age. Astutamente.


Como jogos de azar. A bíblia não fala claramente sobre jogos de azar. Mas sabemos o que ele pode causar a vida do homem. O jogo do bicho é um jogo ilegal; E como é ilegal é pecado. E a loteria esportiva e a federal? São jogos de azar, mas são jogos legalizados pela Justiça, então é pecado ou não?


E beber aquela “cervejinha com os amigos” no bar? Para o diabo não é pecado, afinal de contas, não está escrito na bíblia a tal “cervejinha”; Mas o ambiente escarnecedor está escrito. Então o diabo diz: Então beba cerveja em casa! E assim em nossas igrejas vão aparecendo pessoas que frequentam há anos, mas não largam a bebida, o cigarro e nem os jogos e ficam com a vida desgraçada e depois cobram a Deus e os pastores por que suas vidas não mudaram.


Vou deixar aqui uma continuação sobre o “Ficar” que é o ponto central do texto.


A expressão “ficar” é muito comum no meio da juventude de hoje e tem o sinônimo de flertar.
Ficar segundo o Dicionário Howaiss é “manter com alguém convívio de algumas horas sem compromisso de estabilidade ou fidelidade amorosa”. Ficar é brincar de estar amando, é o cortejo irresponsável, momentâneo, sem futuro. É um tipo de brincadeira perigosa, como quem brinca com fogo. Ficar é uma maneira de manipular alguém mediante conversas e atitudes que podem seduzir física e emocionalmente, isto sem falar na defraudação moral e emocional para com esta. Ficar por ficar é algo que foge completamente aos princípios do namoro cristão. Além do mais é muito difícil “ficar” sem que não haja um envolvimento emocional, e isso acaba machucando.
Observe as conseqüências negativas do ficar:


(1) incentiva paixões e hábitos impuros levando o jovem cristão a ser controlado por emoções e não pela Palavra;


(2) incita à infidelidade e à mentira (Jo 8.44);


(3) ataca a moral cristã, ou seja, defrauda a imagem do jovem cristão perante a sociedade e a Igreja;


(4) incentiva as paixões da carne (II Tm 2.22).


No que tange a sua vida sentimental o jovem cristão deve procurar viver de acordo com a Palavra de Deus, ou seja, orar buscando a direção do Senhor para namorar e casar e não permanecer “ficando” e se depreciando por curtos momentos de euforia e prazer. A questão do ficar leva à intimidade em que moços e moças se permitem tocar ou acariciar as partes intimas do corpo, ou através da roupa ou em contato direto. Concluo afirmando que a prática do ficar é pecado e que o jovem leitor deverá mudar seu comportamento se quiser agradar a Cristo e subir no dia do arrebatamento da Igreja. Ou você prefere “ficar”?


Por Pastor Sérgio Pereira

Sobre essa postagem:

0 comentários:

Postar um comentário

Seja também um Seguidor! Faça Parte!

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube