quinta-feira, 16 de junho de 2011

O Rio de Janeiro continua lindo. Quase todos os brasileiros já ouviram essa frase cantada por Gilberto Gil. De fato, as belezas naturais do estado saltam aos olhos dos que lá chegam, tornando-se um destino procurado por turistas de todo o mundo. Com cidades entre montanhas e florestas, a região tem atrativos para todos os gostos, desde fortunas culturais, históricas e ecológicas até opções de lazer. Mas, diante de tanta beleza e da alegria contagiante do povo carioca, há pessoas sofrendo e precisando de ajuda.


Por esse motivo, o grupo "Mão Amiga", da Igreja Universal do Reino de Deus, tem colocado toda força para prestar um apoio que vai além de saciar a fome ou a sede dos que vivem na pobreza, mas, principalmente, levar uma palavra de fé capaz de transformar a vida deles por completo.


Liderados pelo responsável do projeto, pastor Daniel Santos, recentemente, o grupo foi até um dos pontos turísticos da capital fluminense, a estação de trem Central do Brasil, local de concentração de moradores de rua e dependentes químicos, para distribuir sopas e mensagens de esperança aos necessitados. “A união de todos os seguimentos da Igreja no combate às drogas e a evangelização no local, são fundamentais para que o trabalho dê resultados e cada vez mais pessoas sejam resgatadas”, comenta o pastor.


Já o calçadão de Copacabana, local escolhido por muitos durante o dia para se exercitar e passear, e que no período noturno tem algumas partes tomadas por pontos de prostituição, também recebeu a visita dos voluntários conhecidos como “Anjos da Noite”, que levaram a luz da Palavra de Deus aos que circulavam no lugar.


Outro local conhecido pelos cariocas e que também contou com atividades do grupo foi a comunidade da Mangueira, localizada na zona norte do Rio de Janeiro. Durante o evento, moradores do morro receberam roupas, lanches e, o principal, orientações espirituais dos obreiros da IURD.


Das trevas à luz
O evangelista Antonio Fernandes Filho vivia dominado pelos problemas e não tinha perspectiva de solucioná-los. Ele relata que era usuário de drogas e estava envolvido na criminalidade. “Depois de dezoito anos entregue a essa vida, finalmente conheci o trabalho da Igreja Universal. De tanto sofrer, percebi que havia uma saída. Eu enxerguei o verdadeiro caminho para a felicidade, que é Jesus.”


Hoje, liberto de todo o mal, Antonio faz questão de sair às ruas ao lado da equipe, sem se importar com a hora ou local, com o objetivo de falar desse Deus que mudou a vida dele por completo. “Eu digo a todos que só o Senhor Jesus é capaz de nos dar vida com tranquilidade e qualidade. Meu casamento foi restaurado e, agora, faço parte do grupo de Evangelização do Cenáculo Matriz de Del Castilho e sou muito feliz”, finaliza.
Fonte: Arca Universal
Sobre essa postagem:

0 comentários:

Postar um comentário

Seja também um Seguidor! Faça Parte!

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube