sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Sacuda isso!

Posted by Força Jovem Maranguape On 02:44 No comments


“Tendo Paulo ajuntado e atirado à fogueira um feixe de gravetos, uma víbora, fugindo do calor, prendeu-se-lhe à mão. Quando os bárbaros viram a víbora pendente da mão dele, disseram uns aos outros: Certamente, este homem é assassino, porque, salvo do mar, a Justiça (a vingança divina) não o deixa viver. Porém ele (simplesmente), sacudindo o réptil no fogo, não sofreu mal nenhum;”
(ATOS 28.3-5)


Quando Paulo escapou do naufrágio, chegando à ilha de Malta, uma serpente venenosa que fugia do calor da fogueira o mordeu. Ele simplesmente sacudiu a criatura de volta às chamas. Você deve seguir o exemplo de Paulo e fazer o mesmo em sua vida. Seja o que o estiver perturbando, sacuda isso! Existem grandes coisas planejadas para você. Os sonhos do futuro não deixam espaço para as mordidas venenosas do passado.

Por Joyce Meyer

**************************

Muito interessante a exortação e o conselho que a Joyce conseguiu extrair dessa passagem de Atos. Quanto tempo a gente perde se desesperando, à ponto de perdemos a paz e nos deixarmos abalar em nossa fé por causa da “víbora presa em nossa mão”…


Temos lutas e às vezes nos vemos tão distantes da realização dos nossos sonhos pelos quais temos lutado. Enxergamos a víbora e nos esquecemos que Deus é conosco!


A víbora pode ser a culpa, o medo, a dúvida, a falta de amor próprio, a baixa auto-estima, o pecado, as circunstâncias, as palavras negativas, enfim… Pode ser tanta coisa… Tudo que te atrapalha, te afasta da realização dos teus sonhos. Tudo que te faz desacreditar! Entendem?


E pior: Quantas vezes julgamos alguém por que tinha uma “víbora presa a sua mão”?


” – Poxa… A vida de fulano não muda. Olha as circunstâncias em que ele vive. Só problemas. Tá na hora dele tomar uma atitude… Deve estar em pecado. Há alguma coisa errada por trás de tanta perturbação…” e blá blá blá.


Esse tipo de julgamento é igualzinho aos pensamentos que os bárbaros tiveram à respeito de Paulo.


Só que ele (Paulo) simplesmente sacudiu a mão e se livrou da víbora.


Simples assim.


Vamos fazer igual? Vamos todos sacudir as mãos e mandar essa víbora pro meio do inferno! E claro, os pensamentos julgadores também.


Deus abençoe à todos,


Obr. Aline Wrencher

Sobre essa postagem:

0 comentários:

Postar um comentário

Seja também um Seguidor! Faça Parte!

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube